02/03/2021
É preciso remover a prótese de silicone? Confira!
Os casos de rompimento e complicações com próteses de silicone implantadas a mais de 10 anos foram crescentes nos últimos anos e levam a seguinte pergunta: É preciso trocar o implante de silicone ou apenas se houver alguma complicação?

A retirada do silicone em casos de complicações deve ser imediata devido ao risco de contaminação do organismo, mas as próteses modernas garantem que não há risco de novos vazamentos. E agora como saber se é necessário ou não realizar troca mesmo que não haja complicações? Confira a seguir as respostas para essas dúvidas.


Substituir a prótese a cada 10 anos 

Segundo a Associação Brasileira de Cirurgia Plástica, a indicação segura para manter a qualidade da prótese é de até 10 anos. Durante esse período, mesmo que sejam detectados sintomas da Doença de Silicone, é necessário realizar acompanhamento médico frequente, devido a possibilidade de vazamentos não detectados. 

As próteses mais modernas defendidas pelos cirurgiões são implantadas e representam maiores chances de prevenção a rupturas e vazamentos, conforme novos testes a cápsula apresenta ser mais resistente e mesmo com seu rompimento o material não vaza. 

O risco que ainda se mantém é o de rejeição da prótese completa pelo organismo, independente de seu material. O sistema imunológico humano entende a prótese como um corpo estranho e se não puder impedi-lo, cria uma película de proteção em volta dele para isolar, o que pode se agravar para uma contratura capsular ou em um Linfoma Anaplásico de Células Grandes (ALCL). 


Próteses modernas também apresentam riscos

As próteses de silicone mais recentes são compostas por uma película protetora mais resistente e o material de silicone interno previne vazamentos e não contamina o organismo, mesmo assim os casos de rejeição do implante pelo organismo ainda podem ocorrer em alguns casos. 

Apesar de apresentarem uma segurança maior que implantes antigos, o acompanhamento é sempre necessário em casos de implantação de próteses, pois apenas com exames e consultas frequentes é possível enxergar o que acontece dentro do organismo e como este está reagindo à prótese. 

Uma reação pode demorar anos e não está sempre ligada a vazamentos e rupturas. É importante ficar atento às necessidades de troca do implante, mesmo aqueles mais modernos.


Contratura por tempo de uso

Os sintomas ligados à Doença do Silicone ou a rejeição do organismo à prótese podem demorar anos, principalmente após cessar o tratamento com medicamentos imunossupressores. 

A contratura capsular é um exemplo de adversidade e complicação ao procedimento do silicone que pode ocorrer em meses ou em anos após a cirurgia. E continuar sem a troca da prótese por mais de 10 anos e sem acompanhamento regular, pode facilitar a sua formação e resultar no rompimento futuro da prótese. 

Isso acontece porque mesmo com a prótese em excelente estado e sem rupturas, a contratura capsular ocorre na formação de um tecido fibroso em volta do implante, a fim de isolá-lo do organismo e depois começa o processo de contratação para expulsá-lo do corpo. Isso além de ser perigoso e provocar vazamento ou contaminação, pode causar dor extrema no paciente, deformidade e endurecimento nas mamas.

Em todos os casos, a melhor prevenção é realizar a troca regular das próteses a cada 10 ou no máximo 20 anos e acompanhar o estado dos implantes. 

Agora que você já sabe porque é necessário trocar os implantes, é preciso fazer um acompanhamento das suas próteses. Fale com o Dr. Rogério Morale e agende sua consulta!
 
LEIA TAMBÉM

OUTROS POSTS

20/04/2021

Retirada de prótese está em alta: Confira os motivos!

O procedimento de mamoplastia de aumento (colocação de prótese) está entre os mais procurados no Brasil, porém, segundo Maira Caleffi, chefe do serviço de Mastologia do Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre, nas primeiras operações, não havia grande conhecimento sobre o efeito do implante no organismo a longo prazo. E mesmo que a procura por implantes continue alta no país, atualmente têm crescido também os casos para retirada de prótese - explante mamário.
LEIA MAIS
02/03/2021

É preciso remover a prótese de silicone? Confira!

Os casos de rompimento e complicações com próteses de silicone implantadas a mais de 10 anos foram crescentes nos últimos anos e levam a seguinte pergunta: É preciso trocar o implante de silicone ou apenas se houver alguma complicação?
LEIA MAIS
02/03/2021

Por que a procura por retirada de silicone aumentou?

A retirada de silicone conhecida como Explante Mamário, trata-se da remoção completa ou parcial das Próteses de Silicone. Apesar do número de cirurgias de implante de silicone realizadas ser de 18% ao ano, em média, segundo a Associação Brasileira de Cirurgia Plástica, o número de mulheres que procuram pelo Explante Mamário também cresceu.
LEIA MAIS